Servant Leadership: Partilhando alguns pensamentos


Antuérpia (Bélgica) – Hoje vim tomar o café da manha ou pequeno almoco 🙂 a uma cafeteria típica portuguesa, mas atencao que estou na Bélgica, mais concretamente em Antuérpia. O tema que gostaria de abordar convosco é sobre o conceito de Servant Leader ou um Lider que serve a sua equipa.

A importancia da coerência entre palavras e ações

Confiança conquista-se com tempo e consistência de comportamento. Um lider que serve a sua equipa é uma pessoa confiável e consistente, e isto é notório por todos os membros da equipe, se suas palavras sao sempre coincidentes com suas ações. Se se notarem inconsistências, isso leva a uma percepção negativa, desconfiança e desconforto para que a equipa se expresse individualmente com autenticidade.

Melhoria contínua

O Servant Leader procura permanentemente todas as oportunidades de optimizacao e melhoria, assumindo fraquezas e fracassos no produto de forma aberta e transparente. Nunca se esqueçam: somos todos seres humanos vulneráveis. Esta vulnerabilidade com confiança expressa pelo líder dá o conforto necessário dentro da equipe para expor a sua própria vulnerabilidade.

Uma equipe que não tem medo é mais transparente, sente-se mais confortável, mantém-se por mais tempo motivado e apaixonado, dedicado, leal à empresa, a todos os parceiros envolvidos e fundamentement faz mais pelo produto, para ter o melhor produto possivel.

Nunca se esqueça: 75% da população ativa muda de emprego e empresa pela insatisfacao com os chefes. Numa entrevista de emprego as pessoas raramente expressam as verdadeiras razões para tal pois temem ser julgados pelo novo potencial empregador como um potencial membro de equipa conflituoso ou permanentemente insatisfeito.




Um lider que serve a sua equipa cria a melhor versao individual de cada membro, a melhor versão de nós mesmos

Um líder que serve a sua equipa aprecia a individualidade, fornece condições que permitem que cada membro seja exatamente como é. Nenhuma relação dura se as partes tiverem medo de expressar a sua individualidade.

Na minha carreira profissional, por várias vezes, observei uma reação comum e engracada quando se pergunta a um gestor/ gerente sobre a satisfação da sua equipa com seu estilo de liderança: a sua linguagem corporal comunica um pouco de stress ou insegurança, a maior parte pensa que se a equipe não reclamar é porque se sente satisfeita. E eu penso: “será que você lhes dá espaço e conforto para reclamar?”

Se quiser testar a auto-confiança e a eficácia de um líder, observe como se comporta a equipa ao dar-lhe feedback directo, veja as reacoes corporais e avalie se realmente é um feedback honesto, sem medo de conseqüências a nível pessoal.

Isto deve ser assegurado pelo departamento de recursos humanos em todas as empresas, mas, infelizmente, na maioria das organizações, o papel dos HR é subutilizado quando se chega a certos níveis hierarquicos.

Para além de tudo o que já foi dito, um líder que serve a sua equipe deve praticar o elogio e o reconhecimento regular e genuínamente.




Verifique todas as suas suposições com boas perguntas e observacao ao longo de algum tempo

Fazer suposições é normal, faz parte da natureza humana. Mas não podemos acreditar em tudo o que assumimos. Um lider experience leva tempo para verificar suposições, nao o fazer, pode levar a desconfiança, má comunicação e danos futuros nas relações.

Um líder que serve a sua equipa dá-lhes autonomia, permitindo que sua equipe resolva problemas ou crie soluções de forma única e criativa.

Os servant leaders também compartilham descobertas e resultados, motivando os membros da equipe a continuar a aprender. Eles sabem que esta é a melhor estratégia para a criatividade e inovação.




Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.