O que é uma equipe? O que faz uma equipe ser uma equipe? 

 

Podemos explorar essas questões de diferentes ângulos, mas minha definição simplificada, uma equipe é um grupo de indivíduos movidos por um objetivo comum. Este conceito tem um sabor melhor se, enquanto nos movermos juntos em direção ao objetivo, compartilhamos uma energia e uma atitude positivas dentro do grupo.

O que define uma equipe Agile

Uma equipe Agile é, por definição:

  • Cross funcional – todos os membros da equipe devem ser capazes de se substituirem nas suas tarefas principais.
  • Co-localizado – compartilhando o mesmo espaço. Hoje em dia, eu diria que esta não é uma condição fundamental, por diferentes razões: podemos estar numa empresa multinacional, num projeto mundial, por razões de custo ou operacionais, a equipe pode estar dividida em diferentes locais, e isso nao significa que o equipe possa ser ineficiente.
  • Estável – A equipe deve ter o mínimo de rotação possível e para isso a motivação e satisfação da equipe sao fundamentais. Este é um dos principais requisitos para um Líder Agile: ser capaz de servir a equipe (servant leadership). Uma equipe com alta rotação não é tão produtiva e eficiente, o tempo de aprendizado e adaptação influenciará negativamente a qualidade e a capacidade da entrega.
  • 100% dedicado – Uma equipe deve estar focada em um único produto. O chamado multi-tasking é um inimigo de produtividade.
  • Poder de decisao autonomo – Uma equipe deve ter autonomia para decidir pelo menos sobre estratégia de produtos, implementação e assuntos operacionais. Esse aspecto está intrinsecamente relacionado com a auto-organização da equipe e com o reconhecimento da liderança com base na contribuição individual para o produto e para o desempenho da equipe.
  • Possui processos e qualidade. As equipes são criadas para fornecer produtos / serviços de teste em funcionamento

Quando entramos num processo de escalonamento Agile, a maior parte das pessoas preocupa-se com “como posso formar uma equipe multifuncional ou  cross-functional?”

Mas a primeira questao  que se deve colocar é tenho a minha empresa organizada de forma a entregar servicos/ produtos? Só depois de estabelecida a orientação a serviços é que devemos falar na organizacao de equipas. Um não vive sem o outro ao mesmo tempo. Tudo e todos são necessários para fornecer um produto que responda aos requisitos do utilizador e tenha sido testado.

Se as empresas não identificarem processos, se as equipes forem criadas na parte inferior da pirâmide, renomeando o modelo de hierarquia antigo, a criação de produtos e serviços não será eficiente. Serviços e aplicações complementares não serão identificados e sinergias são quase impossíveis de gerar.

Nos modelos tradicionais, quanto maior é a organização, mais estratificada é a responsabilidade e menos clara é a propriedade do serviço. No modelo Agile, tenho um processo de negócios, um serviço para encapsular e uma equipe dedicada para o desenvolver e entregar. Este é o princípio fundamental para uma organização baseada em produto.

Ao passar por uma transformação Agile é fundamental identificar serviços, micro-serviços / componentes. Estes definem o foco da equipe.

Tudo e todos são necessários para fornecer um produto funcional e testado. A equipe está comprometida em entregar em cada release um produto com valor incrementado.  Em alguns sprints o usuário final notará explicitamente essa melhoria (incremento funcional) às vezes só a percebe discretamente (incremento não funcional, como por exemplo melhorias de qualidade).




O que faz uma equipe? A disciplina pela prática Agile

A disciplina pela prática Agile é fundamental:

  • Disciplina e respeito pelo rigor, sequencia e regularidade de cerimónias (por exemplo, reuniões de stand up) e interações de planeamento e qualidade dos requisitos (por exemplo, reunioes de refinamento de stories, sprint review, reuniões retrospectivas).
  • Manter a equipe multifuncional e actualizada sobre o estado do desenvolvimento e requisitos.
  • Espaço (s) de trabalho colaborativo (s): partilha de backlog, partilha de documentação e transparência permanente sobre o status do produto e feedback atualizado do cliente / usuário.
  • Objetivos partilhados entre equipas e entre elementos da equipe. Entregas individuais e independentes;
  • Responsabilidade da equipe por perdas e danos e recompensa ou reconhecimento por entregas bem-sucedidas.




Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.